ONU faz declaração sobre ataques terroristas "atrozes e covardes" na Nova Zelândia

O terrorismo é uma das ameaças mais sérias à paz e segurança internacionais, disse o Conselho de Segurança da ONU.

ONU faz declaração sobre ataques terroristas "atrozes e covardes" na Nova Zelândia

O Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou os ataques terroristas que atingiram duas mesquitas na cidade de Christchurch, na Nova Zelândia.

Em uma declaração por escrito, o Conselho de Segurança transmitiu suas condolências às famílias das vítimas de ataques terroristas, bem como ao governo e ao povo da Nova Zelândia, e declarou que o terrorismo é uma das ameaças mais sérias à paz e à segurança internacional.

No comunicado, os ataques foram rotulados de “atroz e covarde”, e a prisão e julgamento dos perpetradores, organizadores e provedores financeiros dos ataques foi enfatizada. A cooperação com a Nova Zelândia na luta contra o terrorismo foi destacada.

Por sua vez, o Secretário Geral da ONU, António Guterres, indicou que está horrorizado com os ataques terroristas na Nova Zelândia e apelou à solidariedade com os muçulmanos.

Ele ressaltou que as mesquitas e todos os locais de oração são sagrados e pediu uma luta global contra a islamofobia e todo tipo de extremismo que se transforma em violência.

Por sua vez, a Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, disse que os ataques foram islamofóbicos, terroristas e racistas.

Pelo menos 49 pessoas foram mortas em ataques terroristas armados contra duas mesquitas de dez minutos de intervalo durante as orações de sexta-feira na cidade neozelandesa de Christchurch.


Etiquetas: Conselho de Segurança das Nações Unidas
, Nova Zelândia
, António Guterres
, ataques terroristas na Nova Zelândia
, Michelle Bachelet