Carro incendiado após atropelamento de cão no Porto

Um automóvel foi incendiado, ao principio da noite de sábado, na Avenida do Marechal Gomes da Costa, no Porto, ao que tudo indicado por retaliação pelo atropelamento de um cão, que acabou por morrer à porta da clínica veterinária para onde foi levado pelo automobilista. A PSP identificou o presumível autor do fogo posto.

O incidente ocorreu, cerca das 21 horas, perto da Avenida do Marechal Gomes da Costa, quando um casal, que seguia de automóvel, atropelou um cão, pertença de um sem-abrigo que por ali deambulava.

De imediato o condutor recolheu o cão e o dono, levando-os até uma clínica veterinária na referida avenida. O casal tocou à campainha, mas a clínica não possui serviço de urgência, embora tenha assistência 24h. O animal não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer. Logo de seguida o dono do animal começou a agredir o casal, que teve de fugir.

Momentos após as agressões, o automóvel começou a arder, suspeitando as autoridades que o fogo tenha sido ateado pelo sem-abrigo, que foi identificado.

Quando a PSP chegou ao local, teve de partir o vidro de uma outra viatura para evitar que as chamas a atingissem, uma vez que estava estacionada perto do carro a arder.