Vaticano e Microsoft unem-se e lançam prémio sobre ética na inteligência artificial

Num ano em que o uso da Inteligência Artificial (IA) continua a ser um dos temas dominantes no mundo da tecnologia, a Microsoft e a Academia Pontifícia para a Vida, anunciaram a criação de um prémio internacional de ética na Inteligência Artificial.

O anúncio foi feito esta quarta-feira, depois de o Papa Francisco ter recebido o presidente da Microsoft numa audiência privada realizada no Vaticano, juntamente com Vincenzo Paglia, presidente arcebispo da Academia. O dono da gigante tecnológica está em Roma para participar num congresso sobre democracia digital.

“Durante o encontro, Smith abordou o tema da inteligência artificial para servir o bem comum e uma série de atividades para colmatar o fosso digital que ainda existe globalmente”, disse Alessandro Gisotti, diretor interino da sala de imprensa da Santa Sé, citado pelo VaticanNews, acrescentando que “o Santo Padre foi informado de que a Microsoft, em conjunto com a Academia Pontifícia para a Vida, vai promover um prémio internacional sobre ética na inteligência artificial”.

No próximo ano, o tema da assembleia plenária da Academia Pontifícia para a Vida, que dedica o seu trabalho a temas como a neurociência, bioética e modificações do genoma humano, será precisamente a ética em inteligência artificial. Ainda este mês, entre 25 e 27 de fevereiro, a assembleia vai debater o tema “Robótica: Humanos, Máquinas e Saúde”.

Abusos na Igreja

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.