Ryanair volta a capitular na tentativa de concorrer com agências de viagens na venda de pacotes turísticos

A low cost Ryanair deu por terminada a incursão na venda online de pacotes turísticos, em concorrência com agências de viagens e operadores turísticos, com um anúncio seco no seu portal a dizer que “está a descontinuar o seu serviço”.

A companhia tinha desde Março de 2017 como parceira a
alemã HLX Touristik (para ler mais clique: Ryanair Holidays está de volta com
novo parceiro tecnológico
), depois de uns meses antes ter anunciado a
ruptura com os parceiros de lançamento, as espanholas Logitravem e World2Meet
(para ler mais clique: Ryanair lança-se na venda de pacotes turísticos com a
Logitravel e a World2Meet
).

A informação no site da Ryanair Holidays nada diz sobre as
razões de mais este desaire na concorrência com agências e viagens e operadores
turísticos e na prossecução da estratégia de se posicionar como “a Amazon das
viagens”,   como o descreveu o seu chief
Marketing Office Kenny Jacobs.

Actualmente, a Ryanair Holidays tinha operações no Reino
Unido, Alemanha, Itália e Espanha, onde anunciou a entrada em Abril de 2017
(para ler mais clique: Ryanair Holidays já vende em Espanha).

O lançamento da Ryanair Holidays data de 1 de Dezembro de
2016, com a ambição anunciada por Kenny Jacobs “transformar o mercado dos
pacotes turísticos” como o fez no transporte aéreo de passageiros.

Ao ‘velho estilo’ Ryanair, Keny Jacobs garantia que “os
consumidores têm vindo a pagar demais pelos pacotes de férias ao longo dos anos
e cada vez mais querem eles próprios juntar os seus próprios pacotes” e que “os
clientes da Ryanair já desfrutam da maior rede de rotas na Europa e com o
Ryanair Holidays podem escolher de uma fantástico leque de hotéis de 3, 4 e 5
estrelas no Mediterrâneo e capitais europeias, ideais para escapadas de última
hora, férias de Verão, sol no Inverno e city breaks”.

O aviso publicado no site da ‘defunta’ Ryanair Holidays diz
que já não permite fazer reservas, mas que todas as reservas anteriores “não
serão afectadas e serão cumpridas como previsto”.

Clique para mais notícias: Ryanair Holidays

Clique para mais notícias: Ryanair

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Aviação