Novo Shelby GT500 é a atração da Ford no Salão de Detroit

A Ford aproveitou o Salão de Detroit para apresentar a nova versão do Mustang, o aguardado Shelby GT500. O modelo chega para ser o topo da cadeia do esportivo americano. Ele ficará acima do GT350 e a versão de pista, GT350R. Com seus mais de 700 cv, é o Mustang mais potente já produzido pela marca.

O motor V8 5.2 litros – o mesmo do GT350 – recebeu um compressor mecânico (supercharger) de 2,65 litros. Com isso, a potência superou os 700 cv. No Mustang civil, por assim dizer, o propulsor V8 tem 5 litros.

Entre as mudanças no motor estão redução de atrito e peso com novas camisas de pistão, cabeça de alumínio e bielas forjadas maiores. O sistema de lubrificação e os dutos de resfriamento também foram melhorados para atender à maior necessidade de troca de calor.

image

Como a BMW já havia feito com M3, a Ford adotou para o Shelby GT500 um eixo cardã de fibra de carbono, o que reduz o peso sem abrir mão da rigidez necessária. Pela primeira vez o Mustang GT500 tem um câmbio automatizado de dupla embreagem e sete velocidades.

Do Mustang de rua, o Shelby GT500 ele herdou os cinco modos de condução: normal, chuva, esporte, arrancada e pista. Além disso, veio também o Line-Lock, sistema que trava as rodas dianteiras para fazer burnout (queimar os pneus traseiros no lugar) e o controle de arrancada.

O Shelby GT500 recebeu também novos ajustes de suspensão, com revisão da geometria e nova caixa de direção com assistência elétrica. Para os amortecedores adaptativos MagneRide, novas molas. Os freios são da Brembo com discos de 420 mm de diâmetro com pinças maiores de seis pistões.

PACOTES PARA O SHELBY GT500

A Ford Performance, divisão esportiva da companhia, divulgou ainda que dois kits de desempenho serão oferecidos para o Shelby GT500. O “Handling Pack” e o “Carbon Fiber Pack”. O primeiro tem suportes com ajuste de câmber para as rodas e um spoiler ‘Gurney’ (em alusão ao piloto Dan Gurney que correu de GT40 e Cobra Daytona GT).

O segundo pacote oferece rodas de fibra de carbono de 20 polegadas, um spoiler dianteiro mais agressivo e o aerofólio ajustável inspirado no Mustang GT4 (de competição). Há a opção de remoção do banco traseiro e de substituição dos pneus Michelin Pilot Sport 4S pelos Pilot Sport Cup2 – que prometem maior grip. Segundo a Ford, com esse conjunto, o GT500 produz mais downforce que o superesportivo Ford GT.

image