Forbes: Isabel dos Santos é a oitava pessoa mais rica de África

A lista dos milionários africanos da Forbes encolheu para 20 em 2019, menos 3 pessoas que em 2018, uma descida que ocorre devido à queda do preço das ações detidas por milionários e à desvalorização das moedas africanas. Entre os 20 mais ricos de África, apenas quatro conseguiram que a sua riqueza não diminuísse face ao ano passado. Isabel dos Santos é a representante angolana desta lista, subindo para a oitava posição.

A fortuna de Isabel caiu para 2,3 mil milhões este ano (2 mil milhões de euros), abaixo dos 2,7 mil milhões (2,3 mil milhões de euros) registados em 2018. Isto deve-se a uma queda no valor das suas ações na Galp e na empresa de telecomunicações Nos. Também a Unitel, empresa angolana de telecomunicações detida em 25% pela empresária, sofreu um declínio no seu valor. Apesar desta redução no valor total da sua fortuna, Isabel dos Santos sobe no ranking, já que no ano passado estava na nona posição.

Pelo oitavo ano consecutivo, Aliko Dangote da Nigéria é a pessoa mais rica da África. O seu património é avaliado em 10,3 mil milhões de dólares (8,9 mil milhões de euros), no entanto, é quase menos 2 mil milhões que em 2018, principalmente devido a uma queda de aproximadamente 20% no preço das ações da Dangote Cement, o seu ativo mais valioso.

O segundo mais rico do continente é Mike Adenuga, também da Nigéria, avaliado em 9,2 mil milhões de dólares (8 mil milhões de euros). Adenuga é dono da Globacom, que é a terceira maior rede de comunicações móvel da Nigéria, mais a empresa de exploração de petróleo Conoil Producing.

O número três dos mais ricos no continente, é o herdeiro de diamantes Nicky Oppenheimer, da África do Sul, com uma riqueza avaliada em 7,3 mil milhões de dólares (6,3 mil milhões de euros), abaixo dos 7,7 mil milhões (6,7 mil milhões de euros) do ano anterior.

Apenas dois dos milionários presentes na lista são mulheres. Isabel dos Santos e Folorunsho Alakijada da Nigéria. A nigeriana consta no ranking, com uma fortuna avaliada em 1,1 mil milhões de dólares (95 milhões de euros).

O elemento mais jovem é Mohammed Dewji, com 43 anos, e uma fortuna de 1,9 mil milhões (1,6 mil milhões de euros), e o mais velho é Othman Benjelloun, com 86 anos e uma fortuna de 1,7 mil milhões (1,4 mil milhões de euros).

Por país, a África do Sul e o Egipto são os países com mais milionários, com cinco cada. Segue-se a Nigéria com quatro e Marrocos com dois. Já Angola, Argélia, Tanzânia e o Zimbabwe contam com um milionário cada um.

Ler mais