Continuam as buscas por bebé que caiu num poço de 110 metros em Málaga

Dezassete horas depois de uma criança de dois anos ter caído num poço com 110 metros de profundidade em Málaga, Espanha, as buscas continuam. E, com a ajuda de uma câmara, foi detectado o primeiro rasto do bebé Yulen na manhã desta segunda-feira, a 78 metros de profundidade: o saco de rebuçados que transportava consigo no momento em que caiu no buraco que tem 25 centímetros de diâmetro, avança o El País. Não há sinais de vida da criança.

PÚBLICO -


Foto



BOMBEROS DE MÁLAGA/EUROPA PRESS

Os meios de resgate – mais de uma centena de operacionais – encontram-se no município espanhol de Totálan, a 15 quilómetros de Málaga, desde que foi dado o alerta para a queda da criança na tarde de domingo. Como o furo é estreito, a operação de resgate é complicada e não é possível descer pelo orifício para tentar resgatar a criança – que as autoridades dizem ser a prioridade. 

A família da criança estava a preparar uma paella na quinta de um familiar quando a criança se precipitou pelo furo, que estava sem protecção e sem sinalização. Ninguém o conseguiu evitar, contam os familiares. A outra criança que brincava com Yulen não sofreu ferimentos.

O responsável pelos bombeiros de Málaga, Francisco Delgado Bonilla, diz que a família ouviu o choro da criança enquanto caía pelo poço; pouco depois, já nada se ouvia.

À profundidade a que foi encontrado o saco de rebuçados, os peritos encontraram um “tampão de terra húmida”, e temem que o menor esteja por baixo dele. Este “tampão” tem impedido a penetração da câmara e tem tornado, para já, impossível saber se existe água no fundo do poço. 

A subdelegada do governo de Málaga, María Gámez, afirmou que muitas empresas locais ofereceram equipamentos para ajudar a resgatar a criança, “mas ninguém está preparado para um resgate num lugar tão estreito”.

O chefe do Governo espanhol, Pedro Sánchez, fez uma publicação no Twitter em que expressou “todo o seu apoio” à família da criança e às equipas de socorro. “Mantenhamos a esperança no melhor desfecho”, escreveu.