Com 1ª árbitra mulher, Patriots de Tom Brady arrasam os Chargers

Maddie Meyer/AFP
Sarah Thomas atuou no gramado no jogo que deu a classificação ao time do técnico Bill Belichick Imagem: Maddie Meyer/AFP

A rodada de domingo dos playoffs da NFL trouxe um momento histórico para a liga. Pela primeira vez, uma mulher arbitrou dentro do gramado na fase mais decisiva da competição. Diante da presença de Sarah Thomas entre as ‘zebras’, o New England Patriots abriu grande vantagem no início, superou o Los Angeles Chargers por 41 a 28, em Foxborough, e avançou à final da AFC (Conferência Americana).

Contratada pela NFL em 2015, Sarah já exerceu anteriormente a função de back judge (profissional que se posiciona no fundo do campo) e line judge (responsável por acompanhar as jogadas pelas laterais). Neste domingo, ela atuou como down judge, ficando no fim da linha de scrimmage para denunciar possíveis offsides e outras faltas pré-snap.

Aos 46 anos, a árbitra teve missão tranquila, ainda mais pela atuação muito acima dos Patriots, que agora encaram o Kansas City Chiefs na final da AFC.

A equipe do quarterback Tom Brady, marido da modelo brasileiro Gisele Bündchen, praticamente definiu a classificação no primeiro tempo de jogo. Foram quatro touchdowns nas quatro primeiras posses de bola para a franquia de New England, que chegou a liderar por 38 a 7.

Além de Sarah, outra mulher participou da arbitragem nesta rodada de playoffs da NFL. No sábado (12), Terri Valentini exerceu a função de árbitra de vídeo na outra semifinal da AFC, terminada com vitória do Kansas City Chiefs sobre o Indianapolis Colts (31 a 13).

Comunicar erro

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Começar agora

Mais Esporte

Topo