Ricky Gervais diz que pode apresentar o Oscar: "Prometo não ofender ninguém"

Ricky Gervais se ofereceu para apresentar o Oscar após a polêmica envolvendo o comediante Kevin Hart, que desistiu de ser o anfitrião da cerimônia após a polêmica provocada por alguns tuítes homofóbicos.

“Caros c*** à frente do Oscar, deixem eu apresentar a cerimônia e eu prometo não ofender ninguém. Nem mesmo Mel Gibson, que vocês indicaram no ano passado”, escreveu Gervais no Twitter. 

Dois dias depois de anunciar que seria o apresentador do evento, Hart afirmou que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas informou que deveria escolher entre pedir desculpas pelos tuítes ou perder o trabalho. Hart afirmou que as mensagens eram de quase uma década atrás e que ele amadureceu desde então.

“Escolhi descartar a desculpa. A razão pela qual faço isto é porque já falei sobre isto diversas vezes”, afirmou Hart em um vídeo no Instagram.

A Academia terá agora que encontrar um novo apresentador para a 91ª edição do Oscar, no dia 24 de fevereiro.

Ao responder o comentário de seguidores, no entanto, Gervais brincou dizendo que não tem a menor chance de ser o escolhido. 

“Relaxa. Bill Cosby tem mais chances que eu”, ironizou Gervais, após uma internauta dizer que desistiria do Oscar se escolhessem outro “homem branco” como ele.

Em outro tuite, Gervais comentou, ainda que sem citar diretamente, a polêmica envolvendo as postagens de Kevin Hart. “Eu só me sinto ofendido por um comediante quando ele pede desculpas.”