José Castelo Branco fala sobre o vídeo das orgias: «A Betty e eu chorámos e vomitámos»

O vídeo em que José Castelo Branco surge envolvido numa orgia tornou-se viral em 2011. Nessa altura, o marchand já estava com Betty Grafstein, mulher que afirma respeitar desde 1994.

LEIA MAIS: José Castelo Branco: «No início houve um relacionamento sexual fantástico que parou há uns anos»

«Sempre a respeitei. Apesar de terem aparecido aquelas orgias que eu nem sabia de onde vinham», afirma. «Estive, mas sem saber que estava. É uma história muito complicada», conta a Cristina Ferreira, assumindo que tudo aconteceu em 2006, apesar de o vídeo ter sido divulgado cinco anos mais tarde.

Sobre a reação de Betty, o socialite revela: «A Betty e eu chorámos e vomitámos quando vi o vídeo. A Betty só dizia que aquilo era mesmo nojento. Mas nem tudo era mau. Havia uma coisa boa: ‘ao menos, as pessoas podem ver que és mesmo um homem. E que tens um grande pénis’».

«Sempre que me lembro que vou perder a Betty…»

Juntos há 24 anos, é José Castelo Branco quem cuida de Betty. «Toda a vida tratei da Betty. Sou eu que dou banho à Betty», revela, consciente de que com 90 anos, o fim de vida da companheira pode estar a aproximar-se.

«Não o quero enfrentar sequer. Sempre que eu me lembro que vou perder a Betty…», partilha.

Além da perda emocional, o socialite afirma que no dia em que isso acontecer a sua vida vai mudar financeiramente. «Tenho medo», assume.

Atualmente, o marchand vive de trabalhos que vai fazendo, enquanto a mulher recebe uma mesada do filho. «Ela faz a gestão da parte dela. Eu faço a gestão da minha com aquilo que ganho», garante.

Com o futuro ainda incerto, José Castelo Branco revela ainda estar com um problema: «Parece Parkinson. Quando estou mais nervoso, começo a tremer a cabeça e as mãos, sem dar por isso».

Texto: Redação WIN| Conteúdos digitais/ Fotos: Redes Sociais e Impala

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram