Índices europeus passam por leve recuperação, mas terminam pior semana em meses

Os mercados acionários europeus registraram uma pequena recuperação, após três dias de fortes quedas, mas as ações tiveram sua pior semana de perdas em dois meses, em meio a crescentes preocupações de que a disputa comercial entre os EUA e a China pode recomeçar e reduzir o crescimento econômico global.

Moeda de euro 
16/03/2016
REUTERS/Phil Noble

O índice da zona do euro STOXX fechou com alta de 0,6 por cento, mas próximo das mínimas da sessão, à medida que as perdas em ações de tecnologia em Wall Street pesaram mesmo com um rali do petróleo e um relatório morno de emprego nos EUA limitaram as expectativas de aumentos rápidos de juros nos EUA.

“A volatilidade é alta e os investidores estão inquietos. Foi uma semana terrível para os mercados europeus e o movimento positivo de hoje não pode mascarar as perdas anteriores”, disse David Madden, analista de mercados na CMC Markets UK.

O alemão DAX, com sua grande exposição à guerra comercial, se uniu à longa lista de índices ou ações que entraram em território baixista em 2018. Foi a única bolsa importante a fechar próxima ao negativo no dia.

Montadoras, que são as mais vulneráveis a preocupações comerciais, subiram 0,1 por cento, depois de caírem mais de 4 por cento na sessão anterior.

Ações de petróleo e gás lideraram os ganhos depois que a Opep e aliados liderados pela Rússia concordaram em cortar a produção de petróleo mais do que o mercado esperava, mesmo em meio à pressão do presidente Donald Trump para uma redução no preço da commodity.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,63 por cento, a 1.362 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,10 por cento, a 6.778 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,21 por cento, a 10.788 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,68 por cento, a 4.813 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,53 por cento, a 18.741 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,58 por cento, a 8.815 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,40 por cento, a 4.836 pontos.

Reuters
Reuters – Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.