Enredo de traições e guerras perde fôlego em 'Vikings'

Fox Premium/Divulgação
Trama medieval se passa na Escandinávia, Islândia e Inglaterra (foto: Fox Premium/Divulgação)

– Bjorn?

– Vou matá-lo. Ele nos traiu, traiu meu pai. Quase morreu por causa dele, Lagertha. Por causa da traição. Então, ele nos trai com Ivar pela segunda vez. E agora vocês sentam aqui, com calma, e sugerem que aceitemos a piedade dele. Não tem orgulho? Nós temos medo de morrer? Eu, não! Se matar Rollo, morrerei feliz.

A segunda metade da quinta temporada de Vikings tem início logo após depois da guerra que coroou Ivar, O Desossado (Alex Hogh Andersen), e relegou a ex-rainha Lagertha (Katheryn Winnick), seu filho Bjorn (Alexander Ludwig) e o enteado Ubbe (Jordan Patrick Smith) ao exílio. A vitória veio com a união de Ivar a Rollo (Clive Standen), o tio ex-viking que havia sumido da série depois de trair o irmão nas temporadas anteriores para se tornar duque da Normandia. Porém, a volta do personagem não foi capaz de resgatar a qualidade das primeiras temporadas.

Enquanto os filhos de Ragnar (Travis Fimmel) guerreiam entre si, o construtor Floki (Gustaf Skarsgard) é relegado a um enredo arrastado na Islândia. Ivar assume a posição de protagonista, mas sua personalidade inflamável e sua tirania não cativam. Para fugir da insanidade do novo rei, os vikings se unem ao bispo Heahmund (Jonathan Rhys Meyers), que promete mantê-los seguros na Inglaterra – o religioso era prisioneiro do grupo até desenvolver um relacionamento-relâmpago com a guerreira Lagertha.

O ponto alto da nova temporada é o núcleo inglês da série. Com a morte do rei Aethelwulf (Moe Dunford), seu filho Alfred (Ferdia Walsh-Peelo) assume o trono de Wessex, prometendo reinado similar ao do avô, Ecbert (Linus Roache). O jovem ordena que monastérios ensinem orações e ministrem aulas em inglês para a população, substituindo o latim.

Os novos episódios de Vikings são exibidos às quintas-feiras no Fox Premium 2 e permanecem disponíveis para assinantes no App da Fox.

* Estagiária sob supervisão da editora-assistente Ângela Faria