Alvo da Uefa, PSG pode se desfazer de Neymar ou Mbappé

Investigado pela Uefa, em função de possíveis irregularidades cometidas perante as regras de Fair Play financeiro, o Paris Saint-Germain já estaria se preparando para caso tenha de se desfazer de um de seus astros. De acordo com o jornal L’Équipe, o clube francês teme uma punição por parte da entidade maior do futebol europeu e, a fim de equilibrar suas contas, estaria inclinado a negociar Neymar ou Mbappé ao fim da temporada.

Não apenas trata-se dos dois melhores jogadores do elenco parisiense, como também dos dois mais caros, e, segundo a publicação, alguns fatores podem influenciar na decisão de quem, de fato, deixará o clube. Mbappé renderia uma quantidade maior de dinheiro, ao passo que Neymar já estaria sendo monitorado por outros clubes do velho continente, sobretudo o Manchester United.

Em nota oficial, o PSG se posicionou a respeito da notícia dada pelo jornal francês, negando as informações veiculadas e criticando o mesmo por tentar “prejudicar a imagem” do clube, criando uma “atmosfera nociva”. O parecer ainda lembra da polêmica envolvendo Cavani, que, segundo o diário, estaria insatisfeito no Parque dos Príncipes.

Fato é que as investigações da Uefa continuam e, se o clube da capital for, de fato, sentenciado por irregularidades financeiras, será imprescindível a venda de uma de suas estrelas para fazer caixa. Caso os parisienses não queiram se desfazer de Neymar e Mbappé, terão de negociar uma boa parte de seus jogadores para deixar suas contas dentro da legalidade.

Vale lembrar que o brasileiro chegou ao PSG no início da última temporada, mediante o pagamento de 222 milhões de euros (aproximadamente R$ 845 milhões na cotação da época), os quais o tornaram o jogador mais caro da história do futebol. Mbappé foi contratado na mesma janela, mas pelo valor de 180 milhões de euros (cerca de R$ 685 milhões), que foram pagos apenas no início da atual temporada. O francês, por sinal, se tornou o segundo mais caro da história com apenas 18 anos de idade.

Na atual temporada, Neymar foi responsável por nada menos que 15 gols e sete assistências, nas 18 vezes em que entrou em campo. Seu companheiro não fica para trás, tendo anotado, por sua vez, 14 gols e oito assistências, em 16 aparições.

Gazeta Esportiva
Gazeta Esportiva