Por que Guardiola e Mourinho são os técnicos mais pop do planeta