A hora de Conti: três jogos para mostrar serviço

Jardel foi expulso contra o Moreirense e recebeu dois jogos de suspensão. A seguir, para a Liga dos Campeões, recebeu um amarelo que o tira do jogo de Munique. Tudo somado, há uma necessidade de Rui Vitória encontrar uma alternativa para acompanhar Rúben Dias. E essa alternativa vai ser Germán Conti.

Germán Conti
2018/2019

4Jogos  341Minutos

0    1    1    0 2x

ver mais »

O central argentino já tem quatro jogos realizados esta época, mas ainda não conseguiu agarrar um lugar como titular. Esta é, portanto, uma grande oportunidade para que tal aconteça.

Primeiro, em Tondela, onde a situação delicada do treinador não permite que a equipa se sujeite a falhas. Depois, e após uma pausa que vai servir para aprimorar pormenores, pese embora a presença de Rúben Dias na seleção portuguesa, segue-se o compromisso da Taça de Portugal em casa frente ao Arouca, antes de novo jogo determinante, em casa do poderoso Bayern.

Custou 3,5 milhões

Conti foi um dos reforços para a nova temporada, depois de o Benfica ter pago 3,5 milhões de euros por 80 por cento do seu passe ao Colón. Caso pretenda no futuro comprar os restantes 20 por cento, terá de pagar mais um milhão de euros.

Contratado este ano ao Colón de Santa Fé, onde se formou e lançou até esta primeira aventura fora, o defesa de 24 anos tem ocupado o invisível posto de terceiro central, atrás de uma dupla que já estava formada desde a época passada.

Conti, como é habitual nestas situações, teve de esperar pelo seu espaço, depois de uma boa pré-temporada, onde deu demonstrações de segurança e de bons atributos com bola.

A primeira aparição de maior exigência (pela competição em que se inseria), já depois de 90 minutos na Allianz Cup contra o Rio Ave (2×1), foi em Chaves, após a lesão de Jardel. Uma entrada de rompante, a frio, numa noite de dilúvio, a primeira de chuva para este Benfica. Como tal, viram-se naturais dificuldades de adaptação às condicionantes do jogo, num relvado pesado, empapado e onde esteve para nem haver jogo. Quando parecia estabilizado, e numa altura em que as águias se tinham colocado em vantagem, teve uma entrada imprudente e, apesar de se perceber que o lance teve muito de fortuito. Ainda assim, João Capela entendeu exibir o cartão vermelho, que deixou o Benfica exposto e sujeito a um empate que surgiria nos descontos (2×2).

Corte miraculoso contra o Ajax ©Getty /

Seguiu-se a Liga dos Campeões, numa exibição que não foi perfeita contra o AEK, mas que significou uma importante vitória das águias (2×3). A continuidade não aconteceu no clássico frente ao FC Porto, pelo castigo de Chaves, pelo que o argentino só voltaria novamente na Champions, em Amesterdão. Nesse jogo, Conti fez provavelmente a sua melhor exibição de águia ao peito, mas ficou com uma nova mancha, quando falhou a interceção e deixou fugir Neres, no início da jogada do golo[Recorde o resumo abaixo].

Agora, há mais para Conti contar.

Acompanhe aqui o Tondela x Benfica em direto e ao minuto, com todas as estatísticas e as curiosidades mais interessantes.

Sondagem

QUAL O SEU PROGNÓSTICO?

TONDELA

EMPATE

BENFICA