Serralves confirma exposição de Joana Vasconcelos em 2019

Joana Vasconcelos vai mesmo ter uma exposição no Museu de Serralves em 2019. I’m Your Mirror, que encerra ao público no Museu Guggenheim de Bilbau no domingo, vai viajar para o Porto, confirmou o assessor de imprensa da Fundação de Serralves ao PÚBLICO este sábado, depois de o Jornal de Notícias ter avançado a notícia.

Nos últimos meses, a exposição dedicada a uma das mais populares artistas contemporâneas portuguesas tem estado envolta em dúvidas, nomeadamente sobre se na sua origem está uma iniciativa de programação da direcção do museu ou uma ideia do conselho de administração da fundação. I’m Your Mirror chegará domingo ao fim da sua vida basca depois de ter recebido 640 mil visitantes desde a sua inauguração em Junho, quantificava sexta-feira a agência Lusa. Foi a primeira artista portuguesa a ter uma exposição individual no importante museu e nela reflectiu o seu percurso de 20 anos de trabalho.

Mais detalhes sobre a sua realização no Porto serão conhecidos em Janeiro, quando o Museu de Serralves apresentar a sua programação para o ano de 2019, disse ao PÚBLICO Fernando Rodrigues Pereira, assessor da fundação, sem confirmar as datas que o Jornal de Notícias aponta este sábado para a inauguração e o encerramento da mostra: 14 de Fevereiro a 24 de Junho de 2019. Não é ainda conhecido o teor da exposição, nomeadamente se replicará o que I’m Your Mirror mostrou em Bilbau – 14 novas obras de um total de cerca de 30, entre as quais a monumental Egeria (2018), da série Valquírias, feita propositadamente para o grande hall do Guggenheim –, mas deverá tê-la como base. No País Basco a exposição teve comissariado de Petra Joos, do Guggenheim, e do independente Enrique Juncosa.

PÚBLICO -


Foto


A nova peça Egeria (2018), da série Valquírias
LUIS TEJIDO/EPA

A realização de uma exposição de Joana Vasconcelos em Serralves foi algo que a própria artista mencionou com naturalidade em várias entrevistas mas que não fora ainda confirmada oficialmente pela instituição. Ao PÚBLICO, em Junho, na altura da inauguração de I’m Your Mirror em Bilbau, brincava mesmo: “Essa história é do melhor e é muito portuguesa”, disse, para depois precisar apenas que existiam “conversações” e que já estava a trabalhar para a exposição em Serralves, que considerava “fundamental”. Em bastidores, porém, e como a imprensa foi relatando, parecia haver discórdia sobre a sua realização.


Nos últimos meses, como escreveu o PÚBLICO no final de Setembro, depois de ter estalado a polémica em torno da exposição de Robert Mapplethorpe e do pedido de demissão do director João Ribas, existiria já desconforto na direcção artística com a possibilidade de receber na fundação do Porto a antológica de Joana Vasconcelos. Até agora, aliás, ninguém assumiu tê-la programado.

Em Julho, João Ribas recusou dizer ao PÚBLICO se era autor desse convite, frisando sempre que só estava no cargo desde Janeiro deste ano. Várias fontes ouvidas já em Setembro também pelo PÚBLICO garantiram que o antigo director se opunha a que Serralves recebesse a antológica de Vasconcelos vinda de Bilbau, mas que até estava disposto a trabalhar numa exposição da artista desde que o projecto curatorial fosse do próprio museu portuense. A sua antecessora, a australiana Suzanne Cotter, disse também ao PÚBLICO em Setembro: “Eu não programei a Joana Vasconcelos. Não fazia parte do meu programa.”

Mais recentemente, José Pacheco Pereira, um dos dois administradores da Fundação de Serralves nomeados pelo Estado, dizia sobre o tema que “a responsabilidade da programação é sempre do director do museu em conjunto com a administração”, tanto defendendo que o processo da exposição que viria em 2019 “foi conduzido pelo director do museu” quanto, quando questionado pelo PÚBLICO sobre se foi Ribas a programar I’m Your Mirror para o Porto, que “há muitas coisas que já vinham de antes”.

Segundo o Jornal de Notícias, depois do Porto I’m Your Mirror estará entre 20 de Julho e 17 de Novembro em Roterdão no Museu Kunsthal (Holanda), destino que já era conhecido. I’m Your Mirror encerra domingo com um concerto da fadista Gisela João.