Revelada carta de Einstein que previu perigo da ascensão do nazismo na Alemanha

Depois do assassinato de seu amigo Walther Rathenau e de ser advertido pela polícia, pois sua vida também estaria em perigo, o físico passou a se preocupar e compartilhou seus sentimentos com sua irmã, escrevendo uma carta em 1922.

A carta que não continha remetente foi revelada por um colecionador anônimo e seu conteúdo revelava que Einstein temia o futuro de seu país. O físico alemão previu tempos difíceis e obscuros com a ascensão de Adolf Hitler.

O físico resolveu alertar sua irmã, Maria, sobre os perigos do crescente nacionalismo alemão, assim como o antissemitismo. Einstein acreditava que estava sendo formado um período econômico e politicamente obscuro, segundo a agência de notícias AP.

Einstein teria escrito a carta enquanto estava na cidade portuária de Kiel, momentos antes de partir para conferências na Ásia.

Segundo o subdiretor do projeto Einstein Papers, Ze’ev Rosenkrantz, o físico sempre se mostrou preocupado com a situação do país, alertando para o perigo do antissemitismo. A carta mostra isso claramente, já que revela os pensamentos íntimos do físico, que tinha uma relação muito próxima com sua irmã.

“As relações entre Albert e Maria eram muito especiais e estreitas, dando outra dimensão à figura de Einstein e uma grande autenticidade à suas escritas”, afirmou um dos proprietários da casa de leilão Kedem de Jerusalém, Meron Eren. A carta, que foi adquirida por um comprador anônimo, teria sido arrematada por um valor de aproximadamente 12 mil dólares em leilão realizado em Israel.

A lei da relatividade, um dos trabalhos revolucionários de Einstein, foi recusada pelo partido nacional-socialista na época em que o partido chegou ao poder. O partido considerava o trabalho de Einstein “física judia”.

Entretanto, Einstein obteve o Prêmio Nobel de Física em 1922 e quando Hitler assumiu o poder da Alemanha em 1933, o físico renunciou a cidadania alemã, permanecendo nos EUA até sua morte em 1955.

image
“Albert Einstein(Foto: Divulgação)

www.jb.com.br