Nico Hulkenberg: a batida do TL2 foi "frustrante"

Nico Hulkenberg admitiu que seu acidente na curva 13 durante o segundo treino livre no Brasil foi “frustrante”.

Nico Hulkenberg: a batida do TL2 foi “frustrante”

O piloto da Renault estava saindo da Junção e tentando entrar com a maior velocidade possível, mas acabou abrindo demais. Ele não conseguiu colocar seu R.18 de volta no asfalto e deslizou pela grama até o guard-rail, o que provocou as bandeiras vermelhas.

“Eu abri um pouco na saída da última curva, peguei um pouco a mais de zebra. Queria um pouco demais provavelmente”, disse Hulkenberg.

Hulk smash 😬#BrazilGP 🇧🇷 #F1 pic.twitter.com/haTzWQhX0T

— Formula 1 (@F1) November 9, 2018

“O fundo do carro bateu na zebra, e de lá ele foi, eu virei passageiro. Quando bateu no fundo, realmente me puxou para fora da pista e para a grama. Obviamente não há aderência na grama, e era inevitável que eu batesse na parede. É uma pena e é frustrante. Obviamente, está longe de ser ideal para uma sexta-feira, não é o que eu quero, mas infelizmente aconteceu hoje.”

Houve pontos positivos para o alemão, por exemplo, nem a unidade de potência e nem caixa de câmbio de seu Renault foram danificadas. Isso significa que não há penalidades para o Grande Prêmio do Brasil na tarde de domingo, mas ele não tem muita esperança contra seus rivais no meio do pelotão.

“Acho que não parecemos tão competitivos quanto no México e em Austin”, acrescentou. “Um pouco como esperado, esta pista é um pouco mais desafiadora para nós na balança que enfrentamos. Temos um fim de semana desafiador pela frente.”

F1Mania